Chamada Artigos Vol. 11, n. Ed. Esp.2

 

Vol. 11, n. Ed. Esp. 2 (2020) 

Deadline: julho de 2020

 

Biopolítica(s) no século XXI

Os debates sobre “biopolítica” atualmente comportam múltiplas dimensões. Desde a década de 20 do século passado, quando o termo passou a ser empregado, chegando até sua consagração pelos estudos foucaultianos, suas percepções e estudos configuram um largo mapa conceitual, um espectro não apenas composto pela Filosofia política, mas pelo Direito, pela Sociologia, pela Psicologia, pela Antropologia, pela Medicina, pela Psiquiatria etc..

Dentro do constante desafio de estar à altura dos tempos que correm, nos quais termos como tanatopolítica, psicopolítica, necropolítica ou tecnopolítica assumiram contornos quase que comuns, é que o presente Dossiê se coloca a questão: o que significa biopolítica hoje?

Com o objetivo de melhor apontar as principais direções de pesquisa e problemáticas a serem perquiridas sobre politização da vida que captura o humano, ou seja, as relações de poder que dispõem a vida tanto como sujeito quanto objeto da política, contribuindo para a montagem de uma espécie de cartografia biopolítica, a presente chamada convida os pesquisadores, professores, estudantes a submeterem trabalhos que poderão compor o volume desde as seguintes temáticas abertas e entrecruzadas:

- Governamentalidade, (neo)liberalismo e biocapitalismo;

- Surveillance, Tecnologias e controle;

- Tanatopolítica, Necropolítica e Psicopolítica.

Frisa-se que o imprescindível caráter interdisciplinar destes temas conduz ao acolhimento de contributos de todas as áreas de pesquisa nas humanidades, ciências sociais, ciências humanas e áreas afins.

 

Editores de Seção: 

Augusto Jobim do Amaral, PUCRS, Brasil

Carla Mogno, Universidade de Pádua, Itália