A Igreja Evangélica Assembleia de Deus e as tensões doutrinárias para o diálogo inter-religioso

##plugins.themes.bootstrap3.article.main##

Gunnar Nascimento Chaves Roberto Hofmeister Pich

Resumo

Neste artigo, busca-se refletir sobre as perspectivas de diálogo inter-religioso pela Igreja Evangélica Assembleia de Deus (Brasil), a partir de suas posições doutrinárias. Inicia-se com a caracterização de aspectos históricos e das produções literárias da Assembleia de Deus, enfatizando em seguida a sua tendência apologética. São apresentados elementos necessários para o diálogo inter-religioso, segundo a pesquisa atual em teologia, os quais são, então, contrapostos com as doutrinas assembleianas. Mostra-se que, sobretudo a partir da sua Declaração de Fé, a relação da Assembleia de Deus com outras tradições religiosas assume traços fundamentalistas e exclusivistas. Questiona-se, ao final, sobre possibilidades de mudanças de posição nesse tocante.

##plugins.themes.bootstrap3.article.details##

Como Citar
CHAVES, Gunnar Nascimento; PICH, Roberto Hofmeister. A Igreja Evangélica Assembleia de Deus e as tensões doutrinárias para o diálogo inter-religioso. Revista Opinião Filosófica, [S.l.], v. 10, n. 2, p. 1–23, dez. 2019. ISSN 2178-1176. Disponível em: <http://periodico.abavaresco.com.br/index.php/opiniaofilosofica/article/view/924>. Acesso em: 19 fev. 2020. doi: https://doi.org/10.36592/opiniaofilosofica.v10i2.924.
Seção
Dossiê