O Górgias de Platão e a ameaça do poder persuasivo na pólis

##plugins.themes.bootstrap3.article.main##

Hedgar Lopes Castro

Resumo

A retórica é uma questão central no Górgias de Platão. Por meio da discussão com três de seus praticantes, Sócrates visa definir o objeto da retórica, qual a sua relação com a justiça e com a felicidade dos cidadãos da pólis. A partir do diálogo entre Sócrates e os três oradores, que sempre partem da dóxa para falar ou discursar, intento evidenciar como essa instância relaciona intrinsecamente os cidadãos e os oradores, tanto na vida na pólis como no governo político. Os exames socráticos das afirmações e crenças retóricas, contidos ao longo do Górgias, são úteis para apresentar o rumo de seus discursos e como eles não se comprometem com a Justiça e com o Bem na vida política e ética da pólis. Esse compromisso, estando ausente, deflagra a ameaçadora relação entre oradores e cidadãos.

##plugins.themes.bootstrap3.article.details##

Como Citar
CASTRO, Hedgar Lopes. O Górgias de Platão e a ameaça do poder persuasivo na pólis. Revista Opinião Filosófica, [S.l.], v. 10, n. 1, p. 21–41, ago. 2019. ISSN 2178-1176. Disponível em: <http://periodico.abavaresco.com.br/index.php/opiniaofilosofica/article/view/894>. Acesso em: 17 set. 2019.
Seção
Artigos