O pensamento geopolítico tradicional chinês enraizado na Filosofia Tradicional Chinesa: origem, características e implicações

##plugins.themes.bootstrap3.article.main##

Zhong Dian

Resumo

Este ensaio pretende apresentar alguns aspectos importantes do pensamento geopolítico tradicional chinês a partir de 500 a.C até o começo da China contemporânea (século XIX), trazendo na análise obras clássicas da Filosofia Tradicional Chinesa. Primeiro, faz-se uma conceituação da idéia-base do pensamento geopolítico tradicional chinês: o “sinocentrismo”, de forma a rastrear a origem ideológica presente nas políticas por meio das quais as dinastias chinesas vieram a se relacionar com outros Estados. Em seguida, conduz-se uma reflexão sobre a influência do “sinocentrismo” na trajetória da China Antiga, focalizando em particular a última dinastia (dinastia Qing), quando este pensamento atingiu seu apogeu na formação de uma visão fechada da China Imperial sobre o mundo. Por fim, realiza-se uma crítica sobre a correlação entre o “sinocentrismo” e a falta de uma projeção geopolítica global ativa da China contemporânea, bem como a sua contínua influência na formulação da Política Externa Chinesa atual.

##plugins.themes.bootstrap3.article.details##

Como Citar
DIAN, Zhong. O pensamento geopolítico tradicional chinês enraizado na Filosofia Tradicional Chinesa: origem, características e implicações. Revista Opinião Filosófica, [S.l.], v. 10, n. 1, p. 4–20, ago. 2019. ISSN 2178-1176. Disponível em: <http://periodico.abavaresco.com.br/index.php/opiniaofilosofica/article/view/893>. Acesso em: 13 nov. 2019. doi: https://doi.org/10.36592/opiniaofilosofica.v10i1.893.
Seção
Artigos