As relações entre vida e moralidade em Nietzsche e as possibilidades de uma filosofia do direito a partir da interpretação de Mario Ferreira dos Santos

##plugins.themes.bootstrap3.article.main##

Abraão Lincoln Costa

Resumo

Este artigo tem como propósito um estudo sobre as relações entre a vida, a moralidade e a justiça e de que forma poderiam influenciar no implemento das normas jurídicas atuais. De acordo com a filosofia de Nietzsche, traduzida e interpretada por Mario Ferreira dos Santos, a noção de justiça deve ser compreendida de modo genealógico, o que, desta forma, nos permitiria o entendimento de sua origem nas ações cruéis, para além daquilo que veremos do pensamento iluminista de Jean-Jacques Rousseau e do positivismo jurídico de Hans Kelsen. A ideia de um direito alinhado ao pressuposto da crueldade revela-se nesta investigação como o mais antiquado e duradouro substrato da cultura. A fim de examinar precisamente esta hipótese, veremos pela tradução e interpretação do pensador brasileiro a relação que Nietzsche estabelece com suas próprias leituras, e aquela que aguarda estabelecer com seus próprios leitores, na esperança de chegarmos a uma instigante e original forma de entendimento sobre conceitos capazes de contribuir na inserção de diferentes olhares para a filosofia jurídica.

##plugins.themes.bootstrap3.article.details##

Como Citar
COSTA, Abraão Lincoln. As relações entre vida e moralidade em Nietzsche e as possibilidades de uma filosofia do direito a partir da interpretação de Mario Ferreira dos Santos. Revista Opinião Filosófica, [S.l.], v. 8, n. 2, p. 394-414, jan. 2018. ISSN 2178-1176. Disponível em: <http://periodico.abavaresco.com.br/index.php/opiniaofilosofica/article/view/812>. Acesso em: 18 out. 2018.
Seção
Varia