Por que não Hobbes? A crítica de John Rawls à Teoria Moral de Hobbes

##plugins.themes.bootstrap3.article.main##

Márcio Secco

Resumo

Meu objetivo neste artigo é apresentar as principais críticas de John Rawls à teoria moral de Thomas Hobbes, apontando a principal distinção entre o contratualismo hobbesiano e a teoria contratualista proposta por Rawls. O principal objetivo é esclarecer a razão pela qual Rawls exclui a teoria hobbesiana do rol de teorias aptas a servirem de base para a teoria da justiça. Para tanto, o principal foco é o status das Leis de natureza, que na concepção de Rawls não podem ser interpretadas como princípios que indicam obrigações morais em sentido estrito.

##plugins.themes.bootstrap3.article.details##

Como Citar
SECCO, Márcio. Por que não Hobbes?. Revista Opinião Filosófica, [S.l.], v. 8, n. 1, p. 187-202, ago. 2017. ISSN 2178-1176. Disponível em: <http://periodico.abavaresco.com.br/index.php/opiniaofilosofica/article/view/735>. Acesso em: 17 dez. 2017.
Seção
Artigos