Alteridade Indígena Voz-Práxis Via Literatura em A Queda do Céu: Palavras de Um Xamã Yanomami

##plugins.themes.bootstrap3.article.main##

Julie Dorrico

Resumo

Este ensaio visa discutir o conceito de alteridade em/para/desde a América Latina, com o objetivo de se pensar a literatura indígena na contemporaneidade, especificamente no Brasil. Nesse sentido, este ensaio organiza-se em dois momentos: o primeiro reflete a colonização na América Latina e a alteridade adveniente dela; e o segundo se pauta na análise da obra A queda do céu: palavras de um xamã yanomami que, enquanto literatura indígena, apresenta suas próprias especificidades e uma alteridade no contexto ameríndio. Baseando-me em autores que pensam os estudos culturais voltados à América Latina, como o grupo modernidade/colonialidade e autores relacionados a ele, argumento que a obra A queda do céu se autoafirma enquanto alteridade ameríndia, ao passo que promove uma reflexão para desconstruir imaginários e estereótipos sobre os povos tradicionais, possibilitando pensar lugares periféricos frente ao discurso do eurocentrismo.

##plugins.themes.bootstrap3.article.details##

Como Citar
DORRICO, Julie. Alteridade Indígena. Revista Opinião Filosófica, [S.l.], v. 8, n. 1, p. 59-72, ago. 2017. ISSN 2178-1176. Disponível em: <http://periodico.abavaresco.com.br/index.php/opiniaofilosofica/article/view/730>. Acesso em: 21 out. 2017.
Seção
Artigos