Historicidade da filosofia em Hegel e Heidegger

##plugins.themes.bootstrap3.article.main##

Christian Iber

Resumo

Gostaria de discutir, em forma de teses, a temática da historicidade da filosofia em contraste e na sua divergência em Hegel e Heidegger. Diferente do historicismo, que não soluciona o problema da historicidade da filosofia, porque ele dissolve tendencialmente a filosofia na história da filosofia e não coloca em especial a questão da verdade, Hegel e Heidegger desenvolvem uma teoria genuinamente filosófica da história da filosofia do interesse filosófico pela verdade. Esse interesse genuinamente filosófico pela verdade segue do seu conceito respectivo de filosofia, que inclui em ambos uma posição crítica à Modernidade. Ambos os pensadores não são apenas pensadores modernos, mas também pensadores críticos da Modernidade, de uma Modernidade que entrou no estado de uma autorreflexão. Em Hegel e Heidegger, a filosofia da história da filosofia é ao mesmo tempo a chave para uma filosofia crítica de Modernidade da história.

##plugins.themes.bootstrap3.article.details##

Como Citar
IBER, Christian. Historicidade da filosofia em Hegel e Heidegger. Revista Opinião Filosófica, [S.l.], v. 4, n. 2, fev. 2017. ISSN 2178-1176. Disponível em: <http://periodico.abavaresco.com.br/index.php/opiniaofilosofica/article/view/542>. Acesso em: 26 fev. 2020.
Seção
Artigos