Possibilidade Formal nas Utopias Concretas em Ernst Bloch

##plugins.themes.bootstrap3.article.main##

Nelson Fossatti

Resumo

A Ciência da Lógica de Hegel determinou algumas categorias apropriadas por Ernst Bloch em sua obra Espírito Esperança. Este artigo tem como objetivo apresentar a possibilidade (Möglichekeit) hegeliana como categoria seminal no pensamento dialético das utopias. Neste sentido considera os modos de contingência (Zufällingkeit), efetividade (Wirklichkeit), possibilidade formal (formell Möglichekeit) e necessidade (Notwendigkei) que inspiraram níveis de possibilidade na ontologia de Bloch. Por fim este artigo mostra o salto ontológico da possibilidade-formal à emergência possibilidade-real da matéria e na matéria determinando uma nova significação. Na ontologia do filósofo de Tübingen, o mundo das utopias é resultado de uma consciência antecipadora nos vários níveis de possibilidades onde a totalidade de matéria é recepcionada na sua imediatidade como portadora de futuro.

##plugins.themes.bootstrap3.article.details##

Como Citar
FOSSATTI, Nelson. Possibilidade Formal nas Utopias Concretas em Ernst Bloch. Revista Opinião Filosófica, [S.l.], v. 5, n. 2, fev. 2017. ISSN 2178-1176. Disponível em: <http://periodico.abavaresco.com.br/index.php/opiniaofilosofica/article/view/376>. Acesso em: 04 jul. 2020.
Seção
Dossiê