Nichols: o Caso Catástrofe e Como Fazemos Juízos Morais sobre Matar Pessoas Inocentes

##plugins.themes.bootstrap3.article.main##

Cinara Nahra

Resumo

O objetivo deste artigo é discutir o artigo de Nichols e Mallon Dilemas morais e regras morais e o que eu chamo de suas três teses, a saber: Tese 1- As pessoas não são absolutamente deontológicas em relação a julgamentos morais relativos a tirar a vida; Tese 2 - As pessoas apreciam uma distinção entre inadmissibilidade fraca e forte; Tese 3 - Existem dois mecanismos parcialmente independentes por trás de nossos julgamentos morais, um baseado em regras e o outro baseado nas consequências de nossas ações. A partir destas três teses discuto posteriormente a possibilidade de estabelecer um modelo capaz de explicar os julgamentos das pessoas em relação aos dilemas morais.

##plugins.themes.bootstrap3.article.details##

Como Citar
NAHRA, Cinara. Nichols: o Caso Catástrofe e Como Fazemos Juízos Morais sobre Matar Pessoas Inocentes. Revista Opinião Filosófica, [S.l.], v. 5, n. 2, fev. 2017. ISSN 2178-1176. Disponível em: <http://periodico.abavaresco.com.br/index.php/opiniaofilosofica/article/view/368>. Acesso em: 04 jul. 2020.
Seção
Artigos