Método e História em Hegel

##plugins.themes.bootstrap3.article.main##

João Alberto Wohlfart

Resumo

O artigo tenta explicitar a noção de método formulada por Hegel no último capítulo da Ciência da Lógica intitulado de Ideia absoluta. Contrariamente à concepção clássica de método que consiste na aplicação exterior de um procedimento racional a um conteúdo carente de organização, a noção de método desenvolvida no final da Ciência da Lógica caracteriza a racionalidade do próprio conteúdo em autodesenvolvimento. Nesta perspectiva, o texto hegeliano apresenta a tríplice noção de método como força intrínseca de desenvolvimento, a estrutura como um movimento de auto-organização interna e o sistema como uma dinâmica de relações interesféricas que ultrapassa a própria Lógica. Na tentativa de reconstrução das principais estruturas argumentativas do texto hegeliano, o artigo procura desdobrar esses argumentos para a noção de Filosofia da História, interpretando um conceito de historicidade da razão dentro da Ciência da Lógica e na inseparável relação da Ideia universal com a História universal.

##plugins.themes.bootstrap3.article.details##

Como Citar
ALBERTO WOHLFART, João. Método e História em Hegel. Revista Opinião Filosófica, [S.l.], v. 4, n. 1, fev. 2017. ISSN 2178-1176. Disponível em: <http://periodico.abavaresco.com.br/index.php/opiniaofilosofica/article/view/229>. Acesso em: 02 jul. 2020.
Seção
Varia